Mês: março 2016

Let’s rally for medical reform

On crossing the imaginary line drawn from Punta Mala to Azuera the ships from Europe bound to Sulaco lose at once the strong breezes of the ocean. They become the prey of capricious airs that play with them for thirty hours at a stretch sometimes. Before them the head of the calm gulf is filled on most days of the year by a great body of motionless and opaque clouds.

Continue Lendo

Esclarecimento sobre a campanha de 2012

O vereador Mendes Ribeiro esclarece que todos os valores recebidos na sua campanha foram devidamente declarados e aprovados pelo Tribunal Eleitoral, rigorosamente dentro da lei. Diversas empresas fazem a opção de doar ao partido para que esse repasse os valores aos candidatos, ao invés de realizar esta doação diretamente. Na eleição de 2012, o maior volume de doações à campanha do vereador originou-se do PMDB. A prestação de contas está disponível no site do TSE. O vereador permanece à disposição para qualquer esclarecimento.

Por que dificultar?

Por que no Brasil os governos criam e administram tantos entraves para a criação ou desenvolvimento de pequenas empresas? Por que a administração pública cada vez menos cria condições saudáveis para o surgimento de novos empreendedores?

Às vezes, observo alguns colegas políticos discursando contra os empresários, com aquela velha segregação entre trabalhador e empreendedor. Na minha visão, porém, ambos estão do mesmo lado. Qual empresa sobrevive sem uma competente e valorizada massa trabalhadora? Qual sociedade moderna e preocupada com o seu próprio desenvolvimento saudável, tanto econômico quanto social, sobrevive sem empresas que gerem postos de trabalho e cumpram com suas obrigações?

Mais do que isso, por que é tão difícil visualizarmos o quadro como um todo? Nossas decisões e, principalmente, nossa capacidade de dar atenção a todos os envolvidos, podem ser os fatores decisivos para incentivar ou sepultar um negócio em ascensão e os empregos que poderiam ser criados. Por que, em nosso País, os jovens anseiam prestar concurso e trabalhar na máquina pública, muitos desistindo de seus reais sonhos de criar algo novo, de empreender, gerar riqueza e mais postos de trabalho?

Para essa pergunta, reafirmo: nós não criamos condições para isso! Conforme dados do Sebrae, as empresas de pequeno porte correspondem a 52% dos empregos com carteira assinada, em um total de quase 9 milhões de micro e pequenas empresas.

É louvável que o espírito empreendedor ainda resista no brasileiro, que, apesar da crise econômica, tenta superar a falta de oportunidades no mercado de trabalho ou até mesmo complementar sua renda através de um novo negócio.

Como gestores públicos, temos a necessidade de ampliar nossa visão, buscando formas criativas para incentivar a população a participar do desenvolvimento da cidade, deixando suas ideias florescerem, reconhecendo sua importância para a economia e levando ao público a esperança de que Porto Alegre é uma terra fértil para investir em seus sonhos.

Vereador Mendes Ribeiro

*Publicado no Jornal do Comércio de 16/03/2016

Scroll to top