Notícias

Liga Feminina de Combate ao Câncer na prevenção e assistência

O que poucos sabem é que a primeira Liga Feminina de Combate ao Câncer foi obra de uma gaúcha, fora do Estado. E logo na sequência, foi instalada aqui. Há 60 anos, o Rio Grande do Sul tem a 2º liga de um trabalho de 24 estados, instalado em 87 regionais.

Situada no Hospital Santa Rita, com um ambulatório próprio que realiza exames preventivos e atendimento assistencial, a Liga recebe a uma média de 35 pessoas por dia. Todo o trabalho é desenvolvido por uma rede de voluntárias. E o melhor, toda a pessoa que quiser contribuir pode ser inserida em uma etapa do atendimento, seja para leitura aos pacientes, seja para auxiliar na confecção de perucas, ou como as estudantes e médicas que realizam os exames.

Medicamentos de combate a dor, alimentação, assistência, fonoaudiologia, transporte a quimioterapia, próteses, as formas de atuação são ilimitadas no que se refere a prevenção e assistência.

Essa gama de atividades é mantida através de convênios e toda a doação é bem-vinda: material de higiene, fraldas, perucas, lenços, próteses, roupas.

Tramita na Câmara de Vereadores, na comissão de Constituição e Justiça, o projeto que visa conceder a instituição o caráter de utilidade pública. Como presidente da CCJ, o vereador Mendes Ribeiro, esteve no local acompanhando os trabalhos. “Toda a documentação necessária está correta, inclusive a instituição já possui este caráter no âmbito federal e estadual. Mas estar aqui, acompanhar, acolher e poder contribuir com as voluntárias é também nosso trabalho. Mais do que papéis, é estar junto”, disse o vereador.

São quase 4 mil atendimentos por ano, realizado por 100 voluntárias. Quem quiser conhecer detalhes, doar ou tornar-se voluntária, pode obter informações aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top