Uma história de dedicação ao Rio Grande do Sul

O legado político dos Mendes Ribeiro começou em 14 de julho de 1929, quando nasceu, em Porto Alegre, Jorge Alberto Beck Mendes Ribeiro.

 

Jorge Alberto Beck Mendes Ribeiro

Filho de Fernando Mendes Ribeiro e de Alice Beck Mendes Ribeiro, Jorge estudou nos colégios Cruzeiro do Sul e Nossa Senhora das Dores. Bacharel em Jornalismo pela PUCRS e em Ciências Políticas e Sociais pela Unisinos, também foi o fundador da Faculdade de Comunicação Social da universidade.

Dono de uma oratória única, sua voz logo o levou ao radialismo, iniciando sua carreira na Rádio Gaúcha, em 1951, e em pouco tempo atuando como diretor de esportes, notícias e chefe dos locutores. Ainda na década de 50, aos 28 anos, fez história cobrindo a Copa do Mundo da Suécia, para a Rádio Guaíba, a primeira rádio brasileira a narrar o evento esportivo.

Em 1962, com 33 anos, foi eleito deputado estadual, também começando a atuar na televisão. Foi eleito vereador de Porto Alegre em 1963, Deputado Federal Constituinte em 1987 e Deputado Federal em 1990. Casado com Teresinha Portanova Mendes Ribeiro, teve quatro filhos, entre eles, Jorge Alberto Portanova Mendes Ribeiro Filho.

 

Jorge Alberto Portanova Mendes Ribeiro Filho

Nascido em 27 de dezembro de 1954, Mendes Ribeiro Filho formou-se em Direito e foi eleito vereador em Porto Alegre em 1982. Foi deputado estadual do Rio Grande do Sul de 1986 a 1990 e de 1991 a 1994, ganhando destaque como como relator da Constituição do Estado. Também foi o titular das secretarias da Justiça, de 1983 a 1984, de Obras Públicas, Saneamento e Habitação, de 1994 a 1996, e chefe da Casa Civil, de 1996 a 1998.

Como deputado federal, atuou fortemente pelas bandeiras do acesso à informação, garantia da aposentadoria especial de policiais, incluindo agentes penitenciários, e dirigentes de escolas e o fim do fator previdenciário. Buscou garantir recursos para obras de infraestrutura do Estado, como a duplicação da BR-116 e as obras da RSC-471, entre outras, além de assegurar verbas para a saúde, esporte e educação.

Foi o primeiro gaúcho a assumir a presidência da Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização do Congresso Nacional, trabalhando, principalmente, para dar mais transparência ao Orçamento e assegurou mais recursos ao Rio Grande do Sul.

Foi membro titular da Comissão de Constituição e Justiça e de Redação, da Câmara dos Deputados e das Comissões que tratam da Reforma da Previdência e da Reforma Tributária, além de integrar a Comissão de Reforma do Poder Judiciário.

Atuou como coordenador da bancada federal gaúcha entre 2007 e 2008 e assumiu como Líder do Governo no Congresso em 2011, além de ter sido Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de agosto de 2011 a março de 2013.

Faleceu em 2014, vítima de câncer, deixando um legado baseado na abertura do diálogo com todos, na ética e na transparência pública, além de seus três filhos, Alexandre, Fernando e Pablo Mendes Ribeiro – atualmente, vereador em Porto Alegre.

Jorge Alberto Portanova Mendes Ribeiro Filho

2013

Membro da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados

Agosto/2011 - Março/2013

Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Março/2011

Escolhido como membro da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática

2011

Líder do governo no Congresso

2010

Eleito deputado Federal para o mandato 2011 - 2015

2009

Relator da Lei de Acesso à Informação

2006

Eleito deputado Federal para o mandato 2007 - 2011

2009

Eleito deputado Federal para o mandato 2007 - 2011

2004

Concorreu a prefeitura de Porto Alegre

2002

Eleito deputado federal para o mandato 2003 - 2007

1998

Eleito deputado federal para o mandato 1999 - 2003

NOV/1998

Secretário Extraordinário para Assuntos da casa Civil do Estado do Rio Grande do Sul

FEV/1995

Secretario de Estado das Obras Públicas, Saneamento e Habitação do Rio Grande do Sul

1994

Eleito deputado Federal para o mandato 1995 - 1999

1990

Eleito deputado Estadual Constituinte

1982

Eleito vereador em Porto Alegre

1986

Eleito deputado Estadual

1983

Secretario da Justiça do Rio Grande do Sul

1982

Eleito vereador em Porto Alegre

1979

Assumiu como secretário substituto da Justiça de Porto Alegre

1979

Formou-se em Direito pela Pontifícia Universidade Católica (PUC/RS)

Jorge Alberto Beck Mendes Ribeiro

1992

Deixou o jornal Zero Hora e passou a escrever para o Correio do Povo, veículo no qual permaneceu até o fim da vida.

1990

Eleito Deputado Federal mais votado do PMDB, com 109.744 votos.

1989

Membro da Comissão de Constituição e Justiça e de Redação

1989

Membro da Comissão de Ciência e Tecnologia

1988

Publicou a obra: Amor ao infinito.

1986

Eleito Deputado Federal Constituinte com a maior votação da história do RS: 325.173 votos

Votou a favor do rompimento de relações diplomáticas com países com política de discriminação racial, do mandado de segurança coletivo, da pluralidade sindical, da soberania popular, do voto aos 16 anos, da nacionalização do subsolo, da proibição do comércio de sangue, da limitação dos encargos da dívida externa, da anistia aos micro e pequenos empresários, da desapropriação da propriedade produtiva, do aborto e da estabilidade no emprego. Colocou-se contra a pena de morte, a limitação da propriedade produtiva, a remuneração 50% superior para o trabalho extra, a jornada semanal de 40 horas, a unicidade sindical, o presidencialismo, o mandato de cinco anos para o presidente José Sarney, a criação de um fundo de apoio à reforma agrária e a legalização do jogo do bicho.

1986

Publicou as obras: O repórter da Constituinte e Amor, causa e conseqüência

1964 - 1985

Professor de teoria geral de processo, direito constitucional e técnica de rádio e jornal. Apresentou programas diários na Rádio e TV Gaúcha. Fundou a faculdade de Comunicação Social da Unisinos

1977

Iniciou como âncora do programa Atualidade

1963

Iniciou a trabalhar na Zero Hora

1962

Cobriu a Copa do Mundo do Chile, pela Rádio Guaíba – primeira rádio brasileira a narrar o evento esportivo

1962

Eleito vereador de Porto Alegre

1958

Cobriu a Copa do Mundo da Suécia para a Rádio Guaíba

1958

Eleito primeiro suplente a deputado Estadual - assumiu em 62.

1952

Iniciou a trabalhar no jornal Folha da Tarde.

1951

Iniciou a trabalhar na Rádio Guaíba

Formação

Formou-se em Ciências Políticas (Unisinos)

Formou-se em Jornalismo (PUC/RS)

Estudou no colégio Nossa Senhora das Dores

Estudou no Colégio Cruzeiro do Sul

Scroll to top